Influência

Dezoito (18) características de um bom mentiroso - Linguagem Corporal

Anderson Carvalho
Escrito por Anderson Carvalho em 25/06/2019
Dezoito (18) características de um bom mentiroso - Linguagem Corporal
JUNTE-SE A MAIS DE 10 MIL PESSOAS.

Entre para a nossa Lista VIP e receba conteúdos exclusivos direto em seu e-mail!

Um bom mentiroso possui características muito mais ‘comuns’ do que você pode imaginar. A revista Scientific American mencionou recentemente o trabalho de uma equipe de pesquisadores, liderados pelo psicólogo holandês Aldert Vrij, da Universidade de Portsmouth, que listou características típicas de mentirosos convincentes para ajudar a identificá-los.

O trabalho dos autores consiste em antecipar as preocupações durante um interrogatório, esclarecendo como eles, mentirosos, agem e como esse conhecimento pode ajudar os interrogadores. “Esse [trabalho] fornece dicas que os mentirosos poderiam usar para tornar seu desempenho mais convincente, mas a maioria das características que mencionamos é inerente e relacionada à personalidade”.

Apesar deste parecer um manual para ajudar as pessoas a mentir melhor, os pesquisadores tem certeza de que essa lista não é capaz de melhorar a capacidade mentirosa de ninguém. Isto porque a maioria dessas características são inerentes à pessoa e tem a ver com aspectos da sua personalidade.

As 18 características de um bom mentiroso

Para a ciência, o melhor mentiroso é aquele que nasceu assim.

1. Manipuladores

“Maquiavélicos” são mentirosos pragmáticos que não são medrosos ou ansiosos. Eles são “intrigantes, mas não estúpidos”, explicam os autores. “Nas conversas, eles tendem a dominar, mas também parecem relaxados, talentosos e confiantes”. Não possuem escrúpulo moral, não sentem culpa e muito menos possui algum medo que desconfiem que estão mentindo.

2. Bons atores

São excelentes atores. Sabem atuar e passar confiança para conseguirem cumprir seu objetivo. É importante lembrar que, não necessariamente os bons atores são mentirosos. É o oposto: o bom mentiroso que é um excelente ator.

3. Expressividade

São agradáveis, sabem ser agradáveis, receptivos, envolventes. Conseguem transmitir imagem de uma pessoa honesta, íntegra. Pessoas com ‘excesso’ de carisma, é sinal de alerta amarelo. Entra aquele velho ditado: Quando a esmola é demais, até cego desconfia.

4. Atratividade física

Pessoas bonitas ou bem aparentadas são consideradas mais honestas do que pessoas pouco atraentes. O fator imagem, estar bem vestido, ter uma boa aparência, tende a favorecer o mentiroso fazendo-o ficar livre de qualquer suspeita.

5. Artistas naturais

Essas pessoas podem se adaptar à mudanças abruptas no discurso com uma espontaneidade convincente. Falam com propriedade transmitindo naturalidade.

6. Experiência

A mentira prévia ajuda as pessoas a lidar com emoções familiares, como culpa e medo, que podem ser percebidos pelo  comportamento e alertar os observadores.

7. Confiança

Como qualquer outra coisa, acreditar em si mesmo é metade da batalha; você tem que acreditar na sua habilidade de enganar os outros. Em outras palavras, são persuasivos.

8. Camuflagem emocional

Mentirosos “mascaram sua inclinação para mostrar as expressões emocionais que realmente sentem” fingindo o afeto oposto. Conseguem mascarar expressões como: alegria, medo, tristeza, nojo, raiva, surpresa e desprezo.

9. Eloquência

Palestrantes eloquentes confundem os ouvintes com jogos de palavras e ganham tempo extra para ponderar uma resposta plausível, dando respostas prolixas. Dão voltas e mais voltas, respondem de maneira complicada para parecerem altamente sábios.

10. Boa preparação

O ensaio faz parte do processo de enganar. Bons mentirosos conseguem ludibriar pessoas, por conta de analisarem e prepararem todo terreno com antecedência.

11. Resposta não verificável

Esconder informação (“não me lembro, honestamente”) é preferível à uma mentira construída, porque não pode ser desconfirmada. É o que chamamos de agregador verbal.

12. Prudência na informação

Dizer o mínimo possível em resposta à perguntas pontuais, torna ainda mais difícil confirmar ou não, os detalhes.

13. Pensamento original

Mesmo mentirosos meticulosos podem ser surpreendidos pelo inesperado, então a habilidade de dar respostas originais, convincentes e não-escritas, vem a calhar.

14. Pensamento rápido

Atrasos e enchimentos verbais (“ums” e “ahs”) sinalizam decepção, então bons mentirosos são perspicazes.

15. Inteligência

A inteligência permite um eficiente direcionamento da “carga cognitiva” imposta pela mentira, uma vez que existem muitas demandas complexas e simultâneas associadas ao monitoramento da própria ilusão.

16. Boa memória

Os ouvidos dos interrogadores vão detectar inconsistências. Uma boa memória permite que um mentiroso lembre detalhes sem tropeçar em suas próprias mentiras

17. Adesão à verdade

Mentiras que “dobram a verdade” são geralmente mais convincentes e requerem menos esforço cognitivo do que aquelas que envolvem a fabricação de uma história inteira.

18. Decodificação

A capacidade de detectar suspeitas no ouvinte permite que o mentiroso faça os ajustes necessários, voltando sempre que preciso, às estratégias anteriores.

Olá, Sherlock,

o que você achou deste conteúdo? Nos conte nos comentários.

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

2 Replies to “Dezoito (18) características de um bom mentiroso – Linguagem Corporal”

Pablo Gomes de Oliveira

me responde por favor se área vip e paga vai no meu e-mail e responde

Anderson Carvalho

Área vip é para alunos. Eles tem acesso a comunidade fechada e nosso treinamento.

Entre para a nossa Lista VIP e receba conteúdos exclusivos direto em seu e-mail!

Junte-se a mais de 10 mil pessoas