Duping Delight

Duping Delight, o que é?

Duping Delight, o que realmente é? Como se manifesta? Como posso percebê-lo? Essa e outras dúvidas acerca desse tema é o que iremos entender nesse artigo.

Duping Delight, o que é?

É um dos termos “técnicos” mais utilizados no campo da Linguagem Corporal. Criado pelo Dr. Paul Ekman, esse termo representa em uma tradução livre algo como: “deleite do trapaceiro” ou “prazer do trapaceiro.” E antes que você pergunte, sim, trapacear tem a ver com mentir, mas não é apenas sobre mentiras, mas de pessoas que sentem prazer após terem feito alguma “travessura.”

Duper’s Delight seria o trapaceiro, e Duping Delight seria a suposta trapaça. Mas sem querer complicar e sim simplificar, o que você precisa entender de forma prática é que sua associação está ligada ao prazer em querer passar o outro para trás.

Na maioria das vezes ele pode acontecer junto ao desprezo, pois como já sabemos, emoção de desprezo acontece quando uma pessoa se sente superior a outra ou a uma situação. Se duping delight é sobre prazer em “trapacear”, é um sinal que se coloca em superioridade.

Como ele pode surgir

Em uma mentira ele pode acontecer da seguinte maneira: A pessoa mente bem e tem diálogo interno: “Eu estou enganando todo mundo.”

Já em uma situação de “travessuras,” ele pode acontecer assim: “Eu fiz uma piada de mal gosto e consegui incomodar as pessoas.”

No livro Lies!Lies!!Lies!!! The psychology of deceit, escrito pelo psiquiatra Dr. Charles V. Ford[[Amazon_Link_Text]], ele menciona que o Duping Delight pode resultar do sucesso de uma piada de mal gosto em relação a alguém ou alguma situação, ou também pode ser motivada por formas de engano associadas a alguma patologia como Munchausen.

Síndrome de Münchhausen é um transtorno factício, ou seja, os indivíduos fingem ou causam a si mesmo doenças ou traumas psicológicos para chamar atenção ou simpatia a eles. Os sintomas podem ser induzidos por abuso de medicamentos/drogas .

Na Síndrome de Münchhausen, a pessoa afetada exagera ou cria sintomas nela mesma para ganhar atenção, tratamento e simpatia. Wikipedia

Como reconhecer Duping Delight

Assim como as emoções, Duping Delight surge de maneira irracional e muito rápida, assim como a maioria das emoções, a principal característica é o sorriso com ar de desprezo. Aquele sorriso que você diz: “tem algo aí”. Quando o Duper’s Delight percebe que está deixando sua satisfação ser transparecida, ele tenta disfarçar no mesmo instante.

Temos um artigo sobre como as emoções surgem em nossa face

Existem duas formas mais fáceis de perceber seu disfarce.

  • A primeira é tentando suprimir os lábios;
  • A segunda é deixando a boca entreaberta e desviar o olhar.

Todos nós em algum momento criamos o Duping Deligh, principalmente quando percebemos que saímos na vantagem em alguma coisa e a outra pessoa está sendo feito de “bobo”, mas existem alguns nichos ou áreas de atuação onde eles podem ser percebidos com mais frequência:

  • Advogados;
  • Psicopatas;
  • Políticos;
  • Vendedores e Negociadores;
  • Jogadores de Poker;
  • Jogadores de Futebol;
  • Humoristas;
  • Ilusionistas, e por aí vai…

Não estou dizendo que essa é uma característica única dessas pessoas, mas que pelo fato do tipo de trabalho exigir que tenham um poder de convencimento maior, eles recorrem ao uso do duping delight constantemente.

Quer ver o Duping Delight em ação? Assista as comissões de éticas e debates políticos. O cinismo por parte de alguns representantes é tão absurdo, que dá pra utilizar o termo cara de pau como uma nova categoria.

Qual a relevância desse indicativo?

Como sabemos e já foi dito aqui em outros momentos, não existe um indicativo isolado que possa identificar se uma pessoa está mentindo ou não. Na realidade, existem diversos sinais que em suas junções você pode chegar bem próximo de identificar um mentiroso através de sinais incongruentes com a fala. Mas ainda assim, identificar mentira através do olhar é algo que divide muitos especialistas.

Uns insistem em dizer que sim, outros em dizer que não. Eu sinceramente deixo eles brigando e busco ensinar o que acredito.

Por mais que os cunhos científicos existam, e algumas pessoas gostam sempre de trazer isso como parâmetro, realmente deve ser sim considerado. Gosto de fazer uma analogia a Albert Einstein e Nikola Tesla.

Os dois eram gênios, tinham características muito parecidas apesar de peculiares, atuavam em áreas similares, mas tinham interpretações diferentes sobre o mesmo assunto e ambos defendiam eles com unhas e dentes.

O mesmo cientista e um verdadeiro estudioso da Linguagem Corporal, pode ter interpretações diferentes de outro grande estudioso e cientista do mesmo tema. Isso pelo fato de que ninguém é dono da verdade.

Portanto, ao ver um dito profissional de Linguagem Corporal desqualificar outro, procure ver o que faz sentido e teste.

Através do Duping Delight, uma coisa você pode ter certeza que está acontecendo: O Duper (pessoa) está achando o máximo a situação em um determinado momento.

Linguagem Corporal

Linguagem Corporal e Micro Expressões, Qual a Diferença?

Linguagem Corporal e Micro Expressões, existem diferenças, se existem, quais são?

Uma das perguntas que mais fazem em nossos cursos é essa, e convenhamos, é comum já que ambas ocorrem no corpo, entretanto, uma se manifesta apenas na face, enquanto a outra vai além do corpo.

O que é Linguagem Corporal

Linguagem Corporal é o primeiro idioma de todo ser humano. Na realidade, ela é o principal e o mais importante meio de comunicação de todo ser vivo.

Um bebê antes de falar já sabe utilizar sua Linguagem Corporal para comunicar com seus pais. O mesmo acontece com os pais ao analisarem uma criança que não fala. Saberá se ela está triste, feliz ou escondendo algo.

De posse de seu conhecimento, podemos analisar a comunicação de uma pessoa e seus comportamentos como também, sermos analisados. Mesmo sem conhecimento técnico, é possível identificar algumas intenções por meio de comportamentos que sabemos não serem condizentes com uma pessoa.

Ao contrário do que se imagina, sua história é bem mais antiga do que imaginamos. Antes de Charles Darwin, outros pesquisadores já estudavam anatomia com intenção de desvendar como os músculos interferiam no sorriso.

Criamos um ebook de introdução à Linguagem Corporal e você pode baixá-lo gratuitamente

Não é achismo e nem adivinhação. É ciência, e qualquer pessoa pode aprender sobre o tema. Ainda que não existam muitos profissionais sérios e qualificados no mercado, sua prática vem crescendo a cada dia após o sucesso do seriado de TV, Lie to me.

A junção de elementos não verbais na comunicação, como:

  • Roupas
  • Maneira de andar
  • Postura
  • Gestos
  • Expressões e Micro Expressões Faciais

faz parte da Linguagem Corporal.

O que são Micro Expressões

Micro Expressões Faciais são movimentos causados em nosso rosto provenientes das emoções que sentimos.

As Micro Expressões assim como a Linguagem Corporal, surgem antes de tudo em nosso cérebro, mais precisamente no sistema límbico. Nosso corpo apenas reflete essas emoções. Gosto de usar a analogia da TV: Uma TV apenas passa a imagem que recebe da sua central. Se tratando de Linguagem Corporal e Micro Expressões Faciais, não é diferente.

Ao contrário da Linguagem Corporal, onde em alguns casos você pode manipular a informação que está sendo transmitida, nas Micro Expressões Faciais esse tipo de tentativa é impossível, devido as reações acontecerem em uma pequena fração de segundo, chegando em 1/4 de segundo uma Micro Expressão.

O aprendizado de Micro Expressões Faciais está mais voltado para o público de áreas científicas, forenses e marketing, onde com a ajuda de softwares poderosos, é possível analisar as emoções das pessoas chegando a um grau maior de acerto.

No marketing, a introdução de softwares para analisar as emoções vem sendo feita por empresas globalmente conhecidas como: Disney, Carrefour, entre outras, para entender as reações dos clientes.

Escrevemos um artigo sobre O Poder da Linguagem Corporal Nos Negócios

Prova que Micro Expressões vem se tornando algo cada vez mais requisitado, tanto na tecnologia quanto em qualquer tipo de negócio, foi a introdução do desbloqueio facial nos novos iPhones lançados recentemente.

Falamos da tecnologia de Leitura de Micro Expressões da Apple nesse artigo

Um segundo idioma?

Gosto muito de comparar a importância do aprendizado de Linguagem Corporal com a de aprender um novo idioma. Apesar de ser o primeiro idioma que aprendemos, tudo que precisamos é desenvolvê-lo novamente.

Apesar da maior parte das pessoas que buscam pelo aprendizado de um novo idioma estarem ligadas à necessidade de desenvolvimento profissional, a procura do conhecimento sobre Linguagem Corporal e Micro Expressões Faciais no Brasil, se dá mais por pessoas relacionadas ao desenvolvimento de cunho pessoal.

Em uma pesquisa realizada pela Academia Internacional de Linguagem Corporal com seus seguidores, mais de 73% das pessoas que responderam à pesquisa, alegaram que a busca é para desenvolverem relacionamentos nas áreas sociais e relacionamentos afetivos mais “honestos.”

Quais as diferenças entre Linguagem Corporal e Micro Expressões?

Enquanto a Linguagem Corporal é a junção de elementos que a compõem, Micro Expressões Faciais acontecem apenas na face.

As Micro Expressões Faciais são as únicas a terem respaldo científico, devido a codificação da face humana.

Mesmo a Linguagem Corporal sendo mais ampla e podendo em alguns casos ter interpretações diferentes em um mesmo gesto, ela é a principal ferramenta a ser utilizada para comunicarmos. Aliada às Micro Expressões Faciais e a Sinergologia (campo de estudo dos gestos), a pessoa que tiver conhecimento, mesmo que entenda as técnicas de maneira básica,  será uma pessoa com mais probabilidade de se dar bem na esfera pessoal ou profissional.

Sugestões de livros atuais para quem deseja começar a aprender sobre o tema:

Emoções Refletem a Linguagem Corporal

Emoções Refletem a Linguagem Corporal

Como surgem as micro expressões faciais é a pergunta que mais se faz quando iniciam os estudos sobre a Linguagem Corporal. Mas ao contrário do que se imagina, micro expressões faciais são nada mais do que a materialização das emoções que sentimos.

A importância das emoções em nossas vidas

Tente imaginar uma pessoa que tem ausência de emoções. Que tipo de pessoa seria? Se pudermos imaginar, logo essa pessoa será associada a um psicopata, uma pessoa que não se importa com os outros, correto? De certa forma sim.

Mas existiu uma pessoa que teve suas emoções “roubadas” devido a um acidente. Essa pessoa se chama Phineas Gage, um operário americano que após um acidente com explosivos teve seu cérebro perfurado por uma barra de metal. Aparentemente Gage não tinha sofrido nenhuma sequela, mas perceberam que sua mudança de humor foi drástica.

Phineas Gage

E não foi apenas só o humor, Gage se tornou uma pessoa egoísta, não media as palavras e não pensava mais nos outros. Se tornou uma pessoa completamente oposta do que era antes do acidente. Começou a agir sem medir as consequências.

Por mais triste que o caso de Gage tenha sido para ele, os estudos que iniciaram acerca desse acidente desencadearam o início de uma evolução nos estudos sobre emoções.

Tudo porque a lesão que Phineas Gage sofreu foi no córtex pré-frontal, a camada abaixo da testa que é responsável pelas emoções.

O papel das emoções em nossas vidas é muito mais amplo do que sabemos, mas até onde já sabemos, percebemos que ao acordar, nos alimentarmos, trabalhar, dormir, relacionar com as pessoas, tudo tem emoções envolvidas.

As emoções são responsáveis por dar mais cor e sabor em nossas vidas.

Graças às emoções temos a capacidade de perceber se estamos em perigo e sinalizarmos nossos sentimentos. Os profissionais de marketing descobriram que através das emoções as pessoas tomam a decisão de compra. As emoções são muito mais que temperos, elas são parte da composição de um ser humano bem sucedido.

Traduzindo Emoções em Micro Expressões

Se nosso corpo é responsável por projetar as emoções que acontecem em nosso cérebro, então significa que cada micro expressão facial desde os gestos como também as micro expressões que acontecem em uma pequena fração de segundo, são elementos que compõem nossa comunicação e mostra a verdadeira intenção.

E muito mais do que isso, o nosso cérebro manda para nosso corpo uma informação que ele recebeu. Essa informação que formará uma emoção pode ter significados diversos para cada tipo de pessoa, com base em sua experiência de vida. O que para uns pode ser amor, para outro pode ser apenas uma afeição. O que para uns é um momento de alegria, para outros pode ser de profundo luto.

Mas a verdade é que as emoções acontecem de maneira inerente em sua maioria. Prova disso é que os animais selvagens também tem emoções e suas emoções podem ser percebidas através das expressões faciais.

Emoções Refletem a Linguagem Corporal

O naturalista e pesquisador britânico Charles Darwin escreveu um livro mostrando a comparação das emoções entre homens e animais, em seu livro intitulado como – A Expressão das Emoções nos Homens e Nos Animais.

Há estudos e ferramentas que são capazes de te ajudar a ler as emoções que foram externadas nas micro expressões faciais e na linguagem corporal. Quando se trata da linguagem corporal pode ser notado mais facilmente, já que em sua composição estão as expressões primárias e os gestos. Já em relação às micro expressões faciais, é preciso um olhar muito bem treinado e até mesmo a utilização de softwares para fazer uma análise mais detalhada como o Face Readers da Noldus.

O fato é: as emoções são projetadas em nosso corpo e, saber interpretá-las pode te colocar em posição de vantagem.

Nossas emoções sendo explicadas em métricas.

Um estudo realizado pelo Dr. Albert Mehrabian, conseguiu “dividir” a comunicação em três elementos:

  • O que se fala é apenas 7%,
  • Como se fala é 38%,
  • O que o corpo fala representa 55%.

Por mais que os estudos são relacionados e restritos a uma determinada situação, ou seja, as métricas podem variar de acordo com etnia, cultura, situações e contextos, essa fragmentação nos mostra que o que não é falado verbalmente é tão importante quanto o que é dito e ao mesmo tempo negligenciado pela maioria das pessoas.

Nosso comportamento reflete nossas emoções

Existem quatro tipos de comportamentos base para todo ser humano. Esses comportamentos não são a pessoa em 100% do seu dia, mas eles predominam na maior parte do tempo.

Estudos mencionam esses comportamentos de diversas maneiras, mas a base do comportamento está no arquétipo de cada pessoa. Estudado pelo pai da psicologia analítica Carl Gustav Jung que mais tarde foram aprimoradas e estudadas pelo Dr. William Moulton Marston, que além de escritor de quadrinhos e o responsável por criar a Mulher Maravilha, foi inventor e se tornou PhD em psicologia por Harvard.

William Moulton Marston definiu os arquétipos em quatro categorias:

  • D – Dominância;
  • I – Influência;
  • S – eStabilidade;
  • C – Conformidade.

Essas quatro categorias compõem o perfil comportamental de cada pessoa.

O estudo de Marston foi publicado em um livro chamado – Emotions of Normal People (As Emoções das Pessoas Normais) e passou a ser aprofundado por muitos e muitos estudiosos mundo afora.

Perfil Dominância

Uma pessoa que tem o perfil  de Dominância, reflete uma pessoa pragmática e assertiva acerca de suas escolhas. Um pragmático pode ser facilmente comparado a uma personalidade muito conhecida como o presidente americano Donald Trump ou ao apresentador de TV brasileiro, Fausto Silva.

Pessoas com perfil de alta dominância são geralmente os que utilizam muita emoção em suas tomadas de decisão. Focam energia o suficiente para fazer acontecer e com isso podem ser mal interpretados, principalmente tidos como arrogantes.

Os Dominantes possuem uma linguagem corporal composta por: gestos bruscos, caminhar firme, postura ereta e na maioria das vezes o queixo elevado.

Perfil Influência

Pessoas com perfil de influência são tidas como as que falam muito e não fazem o quanto dizem fazer. São aquelas pessoas que chegam chegando, chamam atenção por onde passam. Afinal, gostam de ser notadas e destacadas.

Um exemplo de perfil influente, atual, é o Silvio Santos, que adora fazer brincadeiras as quais algumas vezes podem ser interpretadas como inconvenientes ou passar dos limites da outra pessoa.

Os Influentes tendem a ter a linguagem corporal como: gestos amplos, caminham de forma que querem ser notados, são vaidosos na maneira de se vestir e muito carismáticos.

Perfil eStabilidade

Uma pessoa com perfil eStabilidade é conhecido como paciente. Essa pessoa tem uma capacidade de ouvir o outro e criar empatia facilmente já que ela é mais sutil até em suas afirmações. Por esse motivo, são muitas vezes interpretados como desinteressados por não se oporem ou expressarem abertamente suas opiniões.

Um exemplo de uma celebridade com perfil de eStabilidade é o apresentador de TV Gugu Liberato. O jeito de falar, a maneira como gesticula, gira em torno de uma pessoa mais “doce”, afável, meigo.

Por ser um perfil menos “expressivo”, sua linguagem corporal está relacionada a gestos mais contidos, caminham de forma sutil, caminham parecendo estar pisando em ovos. Vestem de maneira mais “certinho”.

Perfil Conforme

Geralmente a maioria das pessoas com esse perfil é tida como analíticos, contestadores. Esse tipo de pessoa busca embasamento no que está sendo dito, analisa e questiona a todo momento. São tido como os famosos “chatos” por terem um senso crítico muito elevado.

Bem, nessa hora muitos não querem ser comparados, mas a apresentadora que vem em nossa mente de imediato com essas características é a Global, Fátima Bernardes.

É um perfil inexpressivo, sabem do que falam, confiam no que falam, mas avaliam o outro a todo momento utilizando seu conhecimento como base para avaliar se faz ou não sentido.

Já as pessoas com perfil Conforme, por serem inexpressivas, sua linguagem corporal, gestos e expressões faciais tendem a ser notadas como artificiais, gestos sem envolvimento.

Posso manipular a Linguagem Corporal?

Bem, mesmo que você quisesse, não conseguiria, pois elas são inerentes, uma vez que são apenas resultados das emoções que sentimos. Mas e se eu enganar as minhas emoções, posso emitir uma linguagem corporal ou até mesmo micro expressões congruentes com elas? Ainda assim não, pois você está levando para o lado racional, cognitivo e emoções estão do outro lado.

Você pode até “enganar” com alguns gestos tendo o conhecimento do significado de cada um deles dentro da linguagem corporal, mas quando entrar em micro expressões faciais, você irá contradizer o que seu corpo e sua boca “falam.”

Mas você pode treinar suas emoções de modo que possa se parecer ao máximo com algo que ainda não é, mas está prestes a se tornar.

As pessoas as vezes perdem muito tempo tentando mentir ou criar uma falsa impressão de si mesmo. Querem transmitir uma postura de poder sendo que na verdade não vivencia aquilo.

Um dos assuntos mais debatidos e que gera mais interesse por parte dos alunos, quando abrimos cursos de negociação ou comunicação, é: Como posso mostrar mais poder que o outro? Tudo isso por conta de um estudo da Dra. Amy Cuddy que é interpretado de forma ainda muito equivocada.

Você pode ver o video da Dra. Amy Cuddy nesse link

O que o estudo dela mostra é que podemos sim, transmitir e decidir que tipo de sentimentos podemos ter mediante a uma situação por mais desafiadora que ela seja. E sim, ganhamos confiança com isso, já que se temos uma postura de confiança, a tendência é ver o problema como algo que possa ser facilmente ultrapassado.

Mas tentar ser o que você não é, pra impressionar o outro, não vai te servir pra muita coisa, já que aquela pessoa notará que em uma primeira conversa você conseguiu enganar bem, mas em um segundo encontro talvez isso possa ir por água abaixo.

 

Micro Expressões Faciais + Apple = Iphone X

Micro Expressões Faciais + Apple = Iphone X

Micro Expressões Faciais e Iphone X, é igual a Apple saindo a frente mais uma vez.

Recentemente a Apple apresentou o mais novo recurso do seu Iphone X, que mesmo não funcionando como era de se esperar, surpreendeu todos que estavam presentes na plateia e também àqueles que assistiram a apresentação pela internet.

Do Touch ao Face

O recurso Face ID é um poderoso scanner facial com sensor biométrico, lê em 3D (tridimensional do rosto do usuário) e não uma imagem bidimensional como outros scanners faciais de smartphones até então.

Micro Expressoes Faciais e Iphone X

Basicamente, mas não deixando de ser sofisticadíssimo e inovador, o que esse sensor faz é mapear o rosto através de 30.000 pontos que foram mapeados por suas poderosas câmeras, infravermelho, leds e aparatos tecnológicos e sua inteligência artificial, criado para identificar os detalhes do rosto mesmo após mudanças, acessórios faciais como óculos, chapéus, brincos, piercing e até mesmo barba ou bigode.

Mais Seguro

Outra grande informação sobre sua nova tecnologia está na segurança que essa função traz. O Touch ID, o antigo sistema que fazia a leitura através da digital (tecnologia utilizada em bancos) tinha uma chance de 1 em cada 30 mil tentativas de ser burlado por um padrão digital parecido com o seu. Já o Face ID é 1 entre 1 milhão de rostos que poderiam hackear seu Iphone X.

 Face ID
Para chegar nesse processo, que ainda tem muito a evoluir, mas já é um avanço relacionado ao que chamamos de reconhecimento facial através das expressões faciais, é que essa tecnologia da Apple foi testada com máscaras criadas na maior fábrica de cinema do mundo, Hollywood.  Ou seja, foram testados cópias de centenas de rostos que haviam sido armazenados pelo celular para tentar hackear o aparelho e a tecnologia se mostrou segura.
Bem meus caros, isso é apenas uma amostra do que Micro Expressões Faciais podem fazer, e abrem espaço para milhares de outras possibilidades, já que a Apple de certo modo é quem dita as regras do jogo da tecnologia.
Portanto, em breve, fazer leitura de Micro Expressões Faciais será algo tão comum que você vai desejar ter aprendido há muito tempo.

Como Identificar As Expressões Faciais

Como Identificar As Expressões Faciais

Como Identificar as Expressões Faciais, é possível ou apenas mito? Através das expressões posso identificar as intenções de uma pessoa? O que dizem os cientistas?

Aprendendo Sobre Expressões Faciais

No dia 19/12/2016 o embaixador russo Andrei Karlov (artigo da análise em vídeo aqui) é assassinado durante um discurso em uma galeria de artes na Turquia. Emissoras turcas registraram o momento em que um homem atirou e matou o embaixador. Nesse artigo, iremos te ensinar Como Identificar As Expressões Faciais.

O intuito aqui, é mostrar a linguagem corporal e as expressões faciais da vítima e do autor dos tiros. Antes de entrarmos na análise em si, algumas informações importantes devem ser passadas.
Na década de 60, o psicólogo americano Paul Ekman juntamente com o também psicólogo, Wallace V. Friesen, com base nos estudos de Charles Darwin (1870) concluíram – complementando o trabalho de Darwin – que as emoções são universais, inatas e biológicas.

Eles descobriram através de estudos de campo (principalmente com os nativos da Papua Nova
Guiné), que existem 6 (seis) emoções universais. São elas: Alegria, tristeza, raiva, medo, nojo,
surpresa. Mais tarde, na década de 90, foram acrescentadas outras emoções, incluindo o desprezo.

Ainda citando os estudos de Paul Ekman e Friesen, eles observaram que essas emoções são expressadas na face humana, ou seja, através das expressões faciais podemos observar a ocorrência dessas e de outras emoções.

Falaremos agora como essas emoções citadas acima aparecem na face:

Felicidade

Essa emoção está ligada ao bem-estar e sentimentos positivos. Há o prazer e o contentamento. É um estado de alegria.

A sensação de felicidade é rápida, logo ela passa e temos que buscar outras experiências e conquistas que nos tragam esse mesmo estado de bem-estar. A exemplo disso podemos citar uma pessoa que comprou um carro novo. A felicidade que a pessoa sente ao realizar a compra logo acaba, pois aquilo deixa de ser uma novidade. Isso faz com que a pessoa se motive para novas conquistas que tragam aquele mesmo sentimento de contentamento adquirido anteriormente.

Nessa emoção podemos notar uma contração nos músculos ao redor dos olhos, há a contração das têmporas formando os chamados “pés de galinha”, as bochechas são levantadas e os cantos externos dos lábios são direcionados para cima.

Felicidade
Papa Francisco expressando a verdadeira felicidade.

Tristeza

Emoção contrária à alegria. É uma das mais duradouras, podendo levar dias, meses ou anos.
Em um estado mais grave essa tristeza transforma-se em depressão. A tristeza é um sofrimento mudo, silencioso e passivo.

Essa emoção é vista na face quando a externa das sobrancelhas e os cantos da boca encontram-se abaixados. A porção interna das sobrancelhas fica levantada – constituindo o que Charles Darwin chamou de “rugas do pesar” (rugas em forma de “ferradura” mais ou menos no centro da testa). Ainda sobre essas rugas, elas também podem significar que seu agente está passando – diretamente ou por empatia – por um momento de dor física ou moral.

Tristeza
Ator Ben Affleck triste pelas críticas do filme “Batman vs Superman”

Raiva

A raiva é uma emoção que ocorre quando não estamos de acordo com algum acontecimento ou pensamento, quando os planos não saem como o esperado ou quando nos sentimos ameaçados por algo ou alguém.

Essa emoção é considerada um motivador por que a raiva nos faz quebrar obstáculos e seguir adiante, por outro lado, quando estamos movidos por esse sentimento somos capazes de tomar atitudes fisicamente ou psicologicamente violentas.

A raiva gera no corpo de seus agentes alterações fisiológicas como: sensação de calor e tensão, aumento da pressão sanguínea e dos batimentos cardíacos, ruborização da pele. Essas sensações ocorrem porque o corpo está se preparando para atacar, agir contra o objeto que causa a raiva.

Ela aparece na face quando notamos os lábios apertados, as sobrancelhas para baixo e tensas, as pálpebras apertadas. Geralmente quando alguém que está experimentando a raiva e verbalizando, podemos notar alterações em sua voz; a pessoa costuma a falar mais alto, de forma mais agressiva e impositiva.

Raiva
Imagens Google

Medo

O medo é um sentimento de angústia diante de algo que pode oferecer um risco real ou iminente. Pode significar também uma apreensão em relação a uma situação adversa.

Diante de um perigo nosso Sistema Límbico pode ter três reações diferentes: paralisar, correr ou lutar.

Quando experimentamos o medo, na face, as sobrancelhas se erguem e se juntam, as pálpebras superiores se erguem e as inferiores ficam um pouco tensionadas, os lábios são esticados na posição horizontal. A boca pode ficar caída e tensa.

Medo
Angela Merkel

Nojo

De acordo com Charles Darwin, o nojo ocorre quando estamos diante de um evento revoltante, repugnante, inaceitável.

A emoção de nojo pode se dar de forma física ou moral. A primeira ocorre, por exemplo, quando estamos diante do que nos causa enjoo, como lixos, comida estragada, etc. A forma moral se refere às coisas que não concordamos ou que não gostamos; pode estender-se também às pessoas.

O nojo se mostra presente na face quando o lábio superior se eleva, as narinas se erguem formando rugas em suas laterais. Os lábios podem tomar a forma de “U” invertido, dependendo do grau da emoção.

Nojo

Surpresa

Ocorre diante de uma situação inesperada, imprevista. Se manifesta através de impulsos nervosos com manifestações químicas e físicas, aumentando o ritmo cardíaco. A surpresa é a mais rápida das emoções universais. Ocorre em menos de 1 (um) segundo, e logo após, se desenvolve para outra emoção que pode ser a raiva, a alegria, a tristeza, o nojo, ou o medo.

Podemos entender a surpresa como uma emoção que ocorre quando nosso cérebro não consegue entender a situação que se apresenta. Essa situação é assimilada em, no máximo, um segundo e logo expressamos outra emoção em resposta ao que foi assimilado.

Na face, quando há a surpresa, as sobrancelhas ficam levantadas, as pálpebras superiores se erguem, a boca fica aberta e caída.

A surpresa não deve ser confundida com o espanto.

O espanto não é uma emoção. Apesar de muitos usarem como sinônimo, elas se apresentam de forma oposta No espanto os olhos se fecham (na surpresa se abrem), as sobrancelhas se abaixam (na surpresa se elevam), os lábios se esticam de forma tensa (na surpresa a boca se abre).

Além dessas características, o espanto é ainda mais limitado que a surpresa. Ocorre em ¼ de segundo e acaba em ½ segundo.

Surpresa
Imagem Google

Desprezo

Essa emoção foi descoberta mais recentemente. O desprezo à superioridade material ou mental. É sentir-se superior ao outro.

O desprezo ocorre na face de forma unilateral, assimétrica. Apenas um lado dos lábios se ergue. Pode haver ou não a contração do outro lado.

Essa emoção pode vir juntamente com um sorriso. Nesse caso temos o desprezo conjugado com uma satisfação. Recebe o nome de Duping Delight. É muito usado por mentirosos ao ver que sua mentira foi bem-sucedida (se acham superiores e satisfeitos).

Desprezo
Jeoren Dijsselbloem

Diante do que foi exposto, vamos para a análise do ocorrido com o embaixador.

Andrei Gennadyevich Karlov
Andrei Gennadyevich Karlov (em russo: Андрей Геннадьевич Карлов)

Milésimos de segundos antes de levar o tiro, o assassino disparou a arma em outra direção, o embaixador reage fechando os olhos com força, abaixando as sobrancelhas e tensão nos lábios (o que nos faz descartar a surpresa e a validar o espanto).

Seus ombros demonstram tensão e até se elevam um pouco. É uma tentativa do Sistema Nervoso Central de se proteger de algo iminente.

Andrei Gennadyevich Karlov
Andrei Gennadyevich Karlov

Podemos notar também que há pequenas rugas no centro da sua testa. Estas rugas foram citadas na tristeza, como sendo sinal de dor física ou emocional, tristeza, momento de muito nervosismo.

Nessa foto, assim como na anterior, podemos notar o início da emoção de medo.

Mevlüt Mert Altıntaş
Mevlüt Mert Altıntaş assassino do embaixador logo após o ato.

Quanto ao assassino podemos notar que em sua face é expressado o desprezo. Apenas o lado direito, do lábio, se ergue. Há também tensões ligadas a raiva, mas está em segundo plano. Ele se sente superior, dominante

Reparem no seu gestual. Seu dedo indicador encontra-se erguido. Esse gesto é chamado de “gesto de batuta” e tem esse nome porque sua função é de marcar o ritmo da fala, fazendo analogia ao maestro que usa a batuta para marcar o tempo e reger a orquestra. Seu papel essencial é dar ênfase ao que está sendo dito.

Outro ponto importante a se observar na foto é sua área de gesticulação. Levando em consideração que a área normal para gesticulação se encontra entre o pescoço e a cintura, podemos notar que seu gesto é realizado acima da cabeça. Isso demonstra uma certa agressividade no que está sendo dito e até exagero em suas palavras. Há um desejo muito forte de chamar atenção de forma mais agressiva, mais ríspida.

Esse gesto confirma sua dominância

Livros Recomendados:

Clique aqui e baixe agora seu Ebook
Aprenda Como Criar Rapport
Clique para baixar
Get a Shocking Discount!
Get 85% OFF on all our selected products
Check it out