Líder Coach

Os 10 mandamentos do Líder Coach

O mundo precisa de líderes capazes de inspirar, influenciar e impactar vidas positivamente. O líder ideal para essa nova era de profissionais que vem surgindo não pode ser apenas chancelado por títulos, ele precisa entender de pessoas, ele precisa ser um Líder Coach!

Os 10 Mandamentos do Líder Coach

Acredito verdadeiramente que a criação de líderes não é algo ligado apenas ao cargo formal que o profissional exerce dentro de uma empresa. Ser líder é antes de tudo saber se auto liderar. Compreender qual importância e relevância tem seu papel naquela função que ocupa.

Temos um artigo de Linguagem Corporal para Coaches

Você só será um Líder Coach se seguir algumas leis. Essas leis não estão redigidas no manual de nenhuma empresa, mas dentro de cada um de nós, é possível avaliá-las para facilmente percebermos que gostaríamos de ter como exemplo, líderes desse estilo.

1º Mandamento: Busque Aperfeiçoamento

Você já deve ter se perguntado: Por que alguns coaches tem muito mais sucesso do que outros, sendo que as formações são praticamente semelhantes? A resposta não está na formação, mas no acúmulo de habilidades desenvolvidas ao longo do tempo.

Algumas pessoas vão dizer: ser líder coach de sucesso tem a ver também com genética e, de fato, não está totalmente errado, porém precisamos entender de que maneira e qual é a métrica correta.

Segundo estudos da Universidade de Illinois, 70% da composição de um líder é adquirida através de habilidades aprendidas e desenvolvidas, enquanto apenas 30% tem alguma relação com genética.

Artigo em inglês do estudo pode ser lido aqui

Dica:

Esvazie o copo! Esteja disposto a aprender mais, ao invés de dizer que já sabe. A melhor maneira de se desenvolver é observar aquilo que está sendo transmitido e ver quais daquelas informações são importantes, para só depois descartar aquelas que parecem ser irrelevantes. Você sempre terá algo novo para aprender.

2º Mandamento: Seja a Influência que Deseja

Pense em uma pessoa que você tem uma profunda admiração, uma pessoa que para você, é líder nato. Qual a principal característica que ela possui? Seria por acaso: influência?

Líder não é o rótulo e muito menos o cargo. Líder é aquele (a) que tem a habilidade de influenciar outras pessoas.

Ghandi não era rico e arrastava multidões, Dalai Lama vive recluso e ainda assim exerce grande influência. Jesus Cristo não tinha WhatsApp, nem Instagram ou Linkedin e após milênios, milhares de pessoas ainda seguem seus ensinamentos.

Sua capacidade de influenciar tem de ser desenvolvida com propósito de impactar a vida da outra pessoa. Talvez você pode ser um excelente Líder Coach para emagrecimento e mostrar aos seus seguidores como eles podem viver em plenitude com a saúde. Ou um Líder Coach para casais que precisam de ajuda com os filhos?

Dica:

Procure olhar os pequenos conflitos e áreas que concentram problemas e que poucos se propõem a resolver. Influencie essas pessoas de maneira positiva.

3º Mandamento: Demonstre Confiança

Segundo Jhon Maxwell, confiança é mais simples de explicar do que entender, são apenas dois elementos que precisam ser percebidos pelas outras pessoas: Consistência e Caráter.

Líderes confiáveis não são aqueles que nunca erram, mas aqueles que reconhecem que erraram, assumem o erro e busca corrigi-lo.

Segundo uma pesquisa realizada pela Gallup, com 10.000 pessoas, confiança é uma das 4 características que são observadas no Líder Coach.

São consistentes e coerentes, demonstram caráter através de atitudes e comportamentos, não apenas através de discursos bonitos.

Sabem inspirar, mas acima de tudo dão exemplos.

Dica:

Lidere pelo exemplo, seja produto do seu produto.

4º Mandamento: Respeite e Seja Respeitado

Em uma escala de 0 a 10, certamente se essa pessoa estiver na média, ou seja, em 5, suas chances de segui-lo seriam nulas.

O Líder Coach precisa ter acima de 7 de aprovação para começar a gerar engajamento. Números abaixo de 6 mostram perigo. Aliás, você conhece algum líder medíocre? Certamente que não, isso pelo fato de que chefes medíocres existem aos montes, mas líder, esse precisa estar acima da média.

Dica:

Autoreflexão sobre sua forma de agir, peça feedback para seus seguidores.

5º Mandamento: Conexão

Sabe por que muitos Coaches brilhantes não conseguem se tornar líderes admirados? Porque eles querem que as pessoas os sigam pela sua inteligência.

“As pessoas não se importam quanto você sabe, até saber o quanto você se preocupa com elas.” – John C. Maxwell.

Conexão é elemento de suma importância. Você precisa criar empatia se deseja ser visto como um verdadeiro Líder Coach.

Empresas precisam de líderes mais humanos, sensíveis, que olhem para eles sem o cifrão brilhando nos olhos.

Conectar com pessoas é a chave para ser ouvido, admirado e seguido por aquela pessoa.

Dica:

Descubra como você pode ajudá-la. Ouça e observe mais. Preste atenção na Linguagem Corporal da pessoa, veja como o corpo dela se comporta com as palavras que estão sendo ditas.

6º Mandamento: Crie Rapport

De acordo com a Lei de Magnetismo de Maxwell, atraímos pessoas que são semelhantes a nós.

Você gostaria de estar próximo de uma pessoa que vive desanimada, criticando e resmungando ou próximo de pessoas que sempre te fazem sonhar, inspiram e buscam por soluções?

“Você é a soma das 5 pessoas com quem convive.”

Criar rapport é simples, você só precisa comunicar de forma que a outra pessoa compreenda.

Perceba a Linguagem Corporal, discurso, palavras utilizadas e seu rapport ficará mais fácil de ser conseguido.

Temos um artigo de Linguagem Corporal no Processo de Coaching

Se passar mais tempo próximo de pessoas tóxicas, atrairá pessoas tóxicas. Se deseja ser rodeado por pessoas positivas, mantenha-se sempre positivo.

Dica:

Não tenha medo de fazer amigos, estabeleça rapport com eles, mas mostre sempre que você é um líder otimista.

7º Mandamento: Crie seu Círculo de Poder

Existe um termo no mundo dos negócios que chamamos de derramamento. Estar próximo à pessoas que tem visões parecidas, são referências para você naquilo que fazem, o farão ser visto também como referências para seus seguidores.

“Se quer ir rápido vá sozinho, se quer ir longe vá acompanhado”

Seguidores gostam de associar sua imagem com a imagem de uma outra grande referência no assunto. A ideia de fazer tudo sozinho pode ser uma grande perda de tempo.

Dica:

Esteja próximo de pessoas que são referências para você, no segmento em que deseja ser destaque.

8º Mandamento: Faça Virar Hábito

Conforme a Universidade de Illinois mencionou em seu estudo, 70% das habilidades de um Líder Coach são aprendidas, isso nos sugere que precisamos criar hábitos que nos levem a aprender novas habilidades e a aperfeiçoar aquelas que já temos.

Seja sempre relevante e eficaz naquilo que se propôs a fazer. Seus seguidores irão ver suas atitudes como a de um profissional que busca aprimoramento constante de suas habilidades. Lembre-se: lidere pelo exemplo.

Dica:

Identifique áreas que precisam ser aprimoradas e outras que precisam ser adquiridas.

9º Mandamento: Empodere

Se você já trabalhou como empregado ou ainda trabalha como um, sabe que uma das piores coisas que podemos ter é um chefe chato, desestimulante, que vive nos cobrando e criticando, mas jamais apoia.

Líderes Coaches tem confiança para ensinar, capacitar e deixar o liderado voar. Chefes medíocres prendem informação, seguram ao máximo o subordinado. Líderes formam profissionais para o mercado, melhores do que eles próprios, pois acreditam que sua missão é ajudar pessoas a darem o seu melhor.

“Líder faz o seguidor brilhar, chefe ofusca o subordinado.”
Anderson Carvalho

Dica:

Permita que a equipe faça, crie e erre. Ensine o valor de cada etapa e eles entenderão seu recado.

10ª Lei: Esculpa o mármore

Michelangelo olhou para o bloco de mármore e viu Davi. Você precisa fazer com que seus liderados olhem para o “bloco de mármore” e passem a visualizar uma obra de arte tão bela como a de Michelangelo.

Fazer com que seus seguidores contemplem aquilo que ainda não existe, sonhar, criar um ideal e imaginar como seria o mundo se tivessem centenas ou até mesmo milhares de pessoas que tivessem acesso àquela informação ou ferramenta.

Dica:

Exercite o poder da visão, crie o mural do “Eu Vejo” e escreva tudo que você deseja ver nos próximos 5 anos de sua vida.

Liderança é uma jornada, não um destino.

 

 

Psicopata Corporativo

Psicopatas corporativos ou narcisistas, qual é o pior?

Você sabe a diferença entre chefe narcisista e um psicopata corporativo?

Chefe narcisista ou psicopata corporativo? Apesar de muitas pessoas acharem que é tudo a mesma coisa, existem diferenças muito visíveis que qualquer pessoa pode notar se prestar um pouco mais de atenção.

Ambos são tóxicos e podem prejudicar muito a saúde de todos aqueles que estão a sua volta.

Chefes Narcisistas

Narcisistas são pessoas que possuem características de se valorizarem desvalorizando o outro, ou seja, mostram defeitos dos outros para fazer com que suas qualidades sejam percebidas como as melhores.

Possuem o alto EGO bem exagerado. Se veem como especiais e se sentem privilegiados. Acreditam que não possuem defeitos. São pessoas incapazes de admitir que estão errados ou assumir a responsabilidade quando algo sai fora do que era esperado.

Temos um artigo onde mostramos os problemas causados pelo EGO

Se tudo vai bem, querem estar no centro como se fossem a peça fundamental. Se algo sai errado, são os primeiros a pularem fora e terceirizam toda responsabilidade.

Em suma, empresas que tem um chefe narcisista, sem sombra de dúvidas tem uma equipe menos engajada, egoísta e que não bate suas metas.

Um narcisista no cargo de liderança pode ser muito perigoso para a saúde do seu negócio.

Trabalhei em uma empresa no ano de 2005, a qual tinha um característica curiosa, promover colaboradores de forma rápida e sem ter experiência.

Dentro dos critérios adotados por eles, se o colaborador vendia bem ou atendia bem o cliente, era um fator que já o possibilitaria se tornar um trainee. Se fossem com sua cara, era ponto para assumir ainda mais rápido algum cargo. Eles não estavam preocupados se a pessoa era competente, mas se agradasse aos olhos( talvez isso explica porque a empresa entrou em extinção rapidamente).

Um dos trainees recém promovido, foi ajudar em uma loja recém inaugurada que eu trabalhava. Até aí tudo bem, eu só tinha visto a filosofia da empresa na teoria, o que era bonito e inspirador, mas quando foi pra prática, eu previ  declínio de uma empresa que naquele momento estava indo para quase 20 lojas, cair para menos de 10.

Temos um artigo onde mostramos as habilidades indispensáveis que todo líder precisa ter

Esse trainee chegou à empresa distante de todos os colaboradores. Em nenhum momento tentou se aproximar ou ser simpático. Seu primeiro pedido foi que pegassem um ventilador e ligassem ao lado dele para que evitasse suar. Detalhe, ele estava sentado ao lado do ventilador mas não era sua função pegar no produto, já que ele era um gerente.

Outro fato interessante desse gerente em formação, foi quando ele estragou um móvel e culpou outros colaboradores pelo ocorrido. Apesar de todos terem dito que havia sido ele, pois todos viram, ele não assumiu e deixou todos perplexos.

Narcisistas não conseguem ver as pessoas de igual para igual, uma das emoções mais comum de ser vista em seu rosto, é o desprezo. O que significa superioridade sobre o outro.

Uma pessoa narcisista que ocupa um cargo de liderança, tende a esmagar as qualidades dos subordinados pelo simples fato de não quererem que ninguém cresça dentro da empresa.

Criticam todos bons funcionários e tentam se apropriar de toda boa ideia. Quando não conseguem se apropriar dela, já que “aquele em sua mente representa certo risco”, tentam de todos os meios abafá-la e provar que não seria bom para a companhia.

Desconhecem o significado de empatia, carisma e compreensão. São ciumentos e não assumem seus erros.

Principais características de pensamento narcisista:

  1. Eu estou acima de tudo e de todos;
  2. Não preciso pedir desculpas, é sua responsabilidade me entender e aceitar, não importa o que eu diga ou faça. Se estiver ruim, procure outro emprego;
  3. Não conheço ninguém com as mesmas qualidades que as minhas;
  4. Sem meu trabalho aqui, a empresa para;
  5. Regras não se aplicam a mim;
  6.  Seja grato por eu te aceitar aqui ainda;
  7. Chamarei sua atenção em qualquer lugar, próximo de qualquer pessoa, se sentir humilhado é porque você é fraco.
  8. Gosto de estar no controle, nada sai daqui sem passar pelas minhas mãos;
  9. Me apropriarei das suas ideias de um jeito ou de outro, se isso não acontecer, sua ideia será descartada;
  10. Você me deve muito pelo fato de ainda lhe ter aqui na empresa;
  11. Aqui sou eu quem mando, e você apenas cumpre ordens;

Psicopatas corporativos

O maior especialista em psicopatas do mundo, Robert Hare, diz que para compreender os psicopatas, seriam necessários centenas de mapas.

[sic] “É enorme o sofrimento social, econômico e pessoal causado por algumas pessoas cujas atitudes e comportamento resultam menos das forças sociais do que de um senso inerente de autoridade e uma incapacidade para conexão emocional do que o resto da humanidade. Para estes indivíduos – os psicopatas – as regras sociais não são uma força limitante, e a idéia de um bem comum é meramente uma abstração confusa e inconveniente“.[sic]

Segundo Joe Navarro, ex agente do FBI, atribuir ao chefe psicopata, o nome de predador, evita gerar confusões na hora de interpretar, já que o termo psicopatia, sociopatia, vemos com mais frequência ligado a criminosos anti sociais.

Uma vítima de predação social não está preocupada em qualificar o predador como psicopata ou sociopata. A única coisa que importa é reconhecer quem são os indivíduos e o perigo que eles representam para ela, afirma Joe Navarro.

Psicopatas são pessoas que vivem tirando proveito dos outros. São capazes de enxergar variedades, formas em todos níveis da sociedade. Muitos vivem como “fora da lei” nas ruas, assaltando ou criando pânico. No mundo dos negócios, são pessoas que por onde passam o caos também é criado.

Para um psicopata corporativo, leis ou regras não existem. Ética ou moral são vocabulários que desconhecem.

O psicopata corporativo está obstinado a encontrar fraquezas e explorá-las na melhor oportunidade que tiver. Não importa o quão seguro você pensa estar, eles sempre darão um jeito de conseguir o que querem.

Irão burlar regras, passar por cima de quem for preciso, seduzirão pessoas para que façam aquilo que desejam, em caso de não conseguirem o que desejam, darão um jeito de colocar a outra pessoa bem longe para que não atrapalhe.

Enquanto que para os narcisistas o importante é o status, ser superior aos outros, o psicopata corporativo não quer viver dentro de um padrão social mais elevado. Ele busca não ter apego por nada e por ninguém, apenas pelo seu objetivo.

Um exemplo de psicopata corporativo é o caso de Bernard Madoff, responsável por dar o maior golpe financeiro individual da história do capitalismo. Madoff foi interpretado por Robert de Niro no filme O Mago das Mentiras.

Uma das características do psicopata corporativo é a sedução. Ele seduz sua vítima para conseguir o que deseja. Porém, não tem apego pela outra pessoa. Sua única preocupação está no objetivo que deseja atingir, porém ao invés de menosprezar os outros como os narcisistas, eles conquistam para conseguir o que desejam.

Principais características de pensamentos de um psicopata corporativo

  1. Leis e regras são coisas chatas que nos engessam, só servem para complicar o que pode ser descomplicado;
  2. Para que dar essa volta se posso utilizar esse atalho;
  3. Trair, roubar, enganar? todo mundo faz, eu apenas faço a minha parte;
  4. Mentir? Quem não mente? Você também mente;
  5. Não tenho obrigação de cuidar dos outros, cada um cuida da sua vida;
  6. Se está azarado, o problema é seu;
  7. Eu fiz porque eu quis fazer, não tem explicação, apenas senti vontade;
  8. Ele implorou para não ser despedido, deu alternativas, mas eu estava no controle e eu faço o que quero.
  9. Ela insistia para que eu não fizesse, mas eu preferi continuar, era minha vontade que importava;
  10. Você não perdeu seu dinheiro porque confiou em mim, mas porque não pesquisou se seria um bom investimento, sua ganância te derrubou.

Um dos pontos que diverge psicopatas corporativos dos narcisistas é a atuação em púbico. Narcisistas adoram holofotes, querem ser reconhecidos e adorados, já os psicopatas corporativos, preferem discrição total.

No filme, O Lobo de Wall Street, temos o personagem de Leonardo de Caprio, Jordan Belford, um verdadeiro narcisista. Ele rouba, engana, ludibria as pessoas, mas faz questão de ostentar em público.

Enquanto o narcisista tenta te fazer se sentir mal, o psicopata corporativo procura te fazer se sentir bem para conseguir o que deseja.

Entretanto, psicopatas corporativos querem te isolar de amigos, familiares e condicioná-los a um propósito diferente daqueles que você acredita. Para isso, utilizam de manipulação e inteligência. Podemos ver isso nos casos de algumas seitas que cegam seus fiéis e os estimulam fazer coisas que normalmente não fariam, como o caso de Jim Jones de Jonestown e Charles Manson. Eles impedem você de pensar por contra própria ou pedir opiniões a terceiros.

Apesar de não existir nada que impossibilite uma pessoa ter as duas personalidades, porém em dados momentos se comportam mais de uma maneira do que a outra.

A história por detrás de narcisistas ou psicopatas corporativos repercute há milênios. Sendo documentada na Bíblia, como também nos noticiários.

Conforme vimos nesse artigo, existem diferenças entre essas pessoas e saber lidar com cada uma delas é uma proteção que você deve buscar.

Dica de livros relacionados

Poderosas

Poderosas, saiba como elas se comunicam

Mulheres Super Poderosas como diria a própria música que foi sucesso nos anos 90, que parecia mais uma profecia para os dias atuais – I ve Got The Power!  Atualmente o empoderamento feminino é a tradução clara dessa música que acabou sendo esquecida nos tempos atuais.

Os direitos que as mulheres conquistaram ao longo dos anos, ou melhor, ao longo dos séculos, vem sendo cada vez mais notáveis. Engana-se aquela que acha que sua participação começou apenas agora.

Desde 1822 Maria Leopoldina já dava as cartas e era uma verdadeira influencer, ela era mais ou menos o que um Whindersonn Nunes é hoje, com detalhe que ela não tinha acesso ao Youtube naquela época.

As conquistas femininas por mais que pareçam ainda desiguais, elas são regradas de o doce sabor da vitória, coisa que no ambiente masculino não se tem, já que é colocado como – o mundo fosse da classe masculina. O que todos sabemos que não é uma verdade.

Quem são as Mulheres Super Poderosas segundo  a Forbes

Todos os anos a Forbes lança a lista das personalidades mais cheias do dinheiro, mais poderosos e poderosas, mais influentes e os mais mais de todos os tipos que conotam poder e status.

Esse ano, na lista das 25 mulheres mais poderosas do mundo, não temos nenhuma brasileira fazendo parte desse ranking, o que é triste de se ver, mas que é compreensível já que vivemos uma política e uma recessão econômica caótica.

Mas não se engane, temos mulheres altamente poderosas no Brasil que nos servem de inspiração.

As Mulheres Super Poderosas desse artigo

Dentre as 25 personalidades escolhidas cuidadosamente pela Forbes, segundo seus critérios, eu resolvi escolher cinco dessas mulheres para fazer uma análise da Comunicação envolvendo oratória e Linguagem Corporal. A escolha não foi aleatória, nem pela posição de classificação da Forbes, mas pelas funções que ocupam em suas áreas.

Perceba que temos pessoas que cuidam de líder político como a própria líder política do seu país. A quem é do comercial de uma empresa, como também aquela que está envolvida no acompanhamento do negócio para que se torne rentável.

Minhas escolhidas são:

Mulheres Super Poderosas

Oratória

No quesito oratória, percebemos que todas elas falam e se expressam bem dentro de suas funções desempenhadas. Até porque no cargo que elas ocupam, comunicar com as pessoas não só é necessário como também precisam ser convincentes o suficiente, para que transmitam a mensagem conforme elas desejam e precisam ser notadas.

  • A vice presidente de varejo da Apple, Angela Ahrendts consegue transmitir segurança e firmeza em suas palavras. Ela mantém tonalidade vocal e velocidade pronunciando palavras de maneira perfeita e sempre soando como uma boa comercial.

 

  • Ivanka Trump, consultora do presidente Donald Trump possui um vocabulário muito formal. Talvez pelo peso da responsabilidade ou talvez por se tratar do homem mais poderoso do planeta, suas palavras são inexpressivas. Possui tonalidade vocal baixa e fala moderadamente. Tem uma tonalidade solene em seus discursos.

 

  • Sheryl Sandberg, COO do Facebook, braço direito de Zuckerberg é sempre leve em sua maneira de falar e ao mesmo tempo transmite energia ao falar. Mesmo com uma voz suave e doce, a mensagem é sempre transmitida na dose certa para cada tipo de situação.

 

  • Angela Merkel, Chanceler da Alemanha apresenta uma tonalidade firme, forte e objetiva. Diferente das outras três citadas acima, Angela transmite uma tonalidade vocal de autoridade. Não demonstra expressão harmônica ao falar.

 

  • Christine Lagarde, Diretora do FMI, mantém uma postura vocal firme, similar a de Angela Merkel, porém mais bem construída e articulada. Expressa e transmite confiança nas palavras e termos empregados mesmo eles sendo difíceis de serem explicados.

Temos um artigo onde mostramos como você pode fazer apresentações impactantes

Perceba que todas elas falam bem, no entanto, cada uma se expressa dentro do seu contexto de maneira que o “peso” da função reflete na maneira de falar.

Linguagem Corporal das Mulheres Super Poderosas

A Linguagem Corporal é parte da mensagem a ser transmitida. Na verdade, ela compõem mais da metade da mensagem, então isso nos faz entender que o que eu não falo com a boca, o meu corpo acaba entregando.

Ter uma Linguagem Corporal o mais apropriada possível com o tipo de mensagem que deseja ser transmitida, o contexto no qual se refere e qual o intuito dessa mensagem, e a imagem que você deseja passar, é primordial para que a entrega da mensagem se torne o mais eficiente possível.

Por mais que se treine a Linguagem Corporal, ela nunca será perfeita. Diferente da oratória que você sabe o que vai falar, a Linguagem Corporal mesmo muito bem treinada em alguns momentos será contraditória à mensagem dita, visto que ela representa nossas emoções, ou seja, racionalmente eu sei o que devo falar, mas meu corpo pode não ser conivente com as palavras e gerar confusão na outra pessoa que está me assistindo.

Temos um artigo escrito sobre como as emoções refletem na linguagem corporal, clique aqui para ler

Mas, o uso adequado da Linguagem Corporal nas mensagens reforça ainda mais o que está sendo dito.

Podemos avaliar a Linguagem Corporal dessas seis mulheres da seguinte forma:

  • Angela Ahrendts tem uma comunicação não verbal bem fiel à mensagem dita, ela é carismática e bem articulada com seus gestos. Sua postura corporal é de uma líder. Ao falar para o público ela utiliza as mãos de forma perfeita para ilustrar a mensagem que está passando. Tem uma postura aberta e dominante, o que transmite confiança. Sua Linguagem Corporal faz jus à sua oratória.
  • Sheryl Sandberg possui uma Linguagem Corporal mais sutil, discreta no jeito de gesticular, porém bem articulada ao se expressar e empregar os gestos, possui uma postura mais analítica ao passar sua mensagem. Emprega o uso dos gestos para ilustrar sua mensagem de forma coerente com suas palavras. Possui uma postura discreta e não deixa de transmitir confiança. Seu jeito de falar sutil e doce são coerentes com sua Linguagem Corporal.

Temos um artigo sobre como você deve utilizar gestos em suas apresentações, clique aqui para conferir

  • Ivanka Trump possui uma Linguagem Corporal muito formal. Mesmo quando suas roupas não são discretas, ela se mantém discreta. Ela transmite um ar de solenidade ao comunicar. É inexpressiva e não demonstra energia e vitalidade ao falar em público. Completamente o oposto de seu pai que peca absurdamente na maneira de comunicar. Sua tonalidade vocal e a Linguagem Corporal são muito parecidas. Parece que ela se segura ao falar e expressar diante de outras pessoas.
  • Christine Lagarde dona de uma Linguagem Corporal implacável, tenho ela (em minha própria opinião), como uma das mulheres no meio político que mais sabe se expressar de forma plena. O jeito de falar com seus gestos e postura revelam uma mulher poderosa e dominante. Sabe utilizar os gestos para ilustrar suas mensagens com autoridade. Faz uma perfeita junção entre as palavras, o jeito de falar e a forma de expressar sua Linguagem Corporal. Possui uma tonalidade vocal clara e dominante.
  • Angela Merkel, sua Linguagem Corporal é inexpressiva, diferente da Ivanka que não demonstra dominância, Angela Merkel revela uma mulher altamente dominante e analítica. Roupas de cores sóbrias e fortes revelam uma personalidade forte e destemida. A falta de expressão tanto verbal quanto em sua Linguagem Corporal refletem incoerência do que está sendo transmitido por ela.

O que podemos concluir com esse artigo

Cada pessoa tem uma forma de se expressar e isso deve ser respeitado. Podemos sempre melhorar nossa maneira de falar, utilizar vocabulários que enriqueçam nossa mensagem, mas devemos sempre nos lembrar que precisamos manter nossa essência ao transmitir nossa mensagem, para que elas não pareçam superficiais.

Ao analisarmos essas mulheres acima, percebemos que todas elas possuem uma comunicação impecável se olharmos como boas oradoras, mas apenas duas delas sabem se expressar de maneira que conseguem fazer a mensagem ser penetrada dentro do subconsciente.

Falar bem é importante, mas saber se expressar de forma coerente é ainda mais relevante para uma comunicação impactante.

 

Conflitos, Neymar e Cavani

O fascínio exercido pela Linguagem Corporal está propriamente na capacidade de decifrar gestos que mesmo sendo negados verbalmente, o corpo entrega. Ainda mais quando o que está sendo negado é uma desavença e possíveis desentendimentos causados por conflitos.

Até porque conflitos implicam negativamente na imagem exposta, isso quer dizer que pode se perder prestígio, respeito, admiração e consequentemente dinheiro. Qual investidor gosta de ver seu dinheiro sendo exposto de forma negativa?

Mas em alguns casos a vaidade e disputa de egos são os principais desafios a serem superados e quando isso não acontece, as chances de um projeto milionário dar errado, são muitas.

Se tratando de conflitos no mundo dos negócios, as empresas contratam coaches especializados em mediação e gestão de conflitos para tentar amenizar e abafar problemas que são aparentes antes que eles possam trazer sérios danos. Um dos maiores conflitos que temos como exemplo é o caso de Neymar e Cavani, onde em uma disputa acirrada pelo ego, o principal objetivo do time pode ir por água abaixo.

A pergunta que todos estão fazendo

De um lado aquele que é o jogador mais valioso de todos os tempos, do outro o que era a estrela do time. Será que o dinheiro subiu na mente de Neymar ou os outros atletas estão com ciúmes dele ter chegado por último e com todos os privilégios que lhe foram concedidos?

Em uma negociação que é a mais cara da história do futebol mundial, promessas de todos os tipos certamente foram feitas. Alguns jornais relatam que a chegada de Neymar ao Paris San German “destruiu” o clima do time nos vestiários.

Leia o artigo onde mostramos o que você pode aprender com a Negociação de Neymar.

A situação é mais ampla do que essa pergunta.

Imagine esse cenário dentro de uma empresa. De um lado um grupo de colaboradores que acredita dar o sangue para empresa, e de repente chega um aviso que haverá uma contratação de um grande executivo de uma outra grande empresa e ele terá um salário três vezes maior do que o funcionário mais bem pago.

E começam ser oferecidos benefícios a esse novo executivo que para ele é atrativo, mas para quem já fazia parte do quadro de funcionários começa a ver como regalias e favorecimentos que nenhum antes tinha recebido.

Esse executivo vê isso como algo normal, já que para tirá-lo de uma empresa que ele está muitíssimo bem tem um custo altíssimo. Mas os outros funcionários enxergarão isso como falta de consideração com os outros que ali já estavam.

Sabe aquela expressão: Trocar de camisa por trocar, não faz sentido.

Para Neymar, trocar de camisa de time por trocar não fazia sentido algum, ganhar mais alguns milhões talvez nem tanto, mas ser a principal estrela dentro de um time sim, e acredito que seja esse o maior estímulo que ele tenha recebido ao aceitar a proposta do atual time.

No Barcelona ele era apenas mais um no grupo, a estrela continua sendo o Messi. No Paris Sant Germain, Neymar teve a chance de estar em um time onde ele poderia ser o principal destaque e aproveitou a chance, porém ele se achou mais importante que os outros e com isso os conflitos começaram a surgir.

A superioridade de Neymar é legítima?

Depende, se olharmos pelo sentido que Neymar sozinho não faz nenhuma diferença já que jogo é no coletivo e não no individual, sua superioridade não é legítima. Mas se olharmos com olhar de investidor e não de torcedor, perceberemos que ele é um “negócio” lucrativo.

Quando ele foi contratado para jogar no atual time, o que foi avaliado era o marketing e publicidade que ele poderia trazer para o time. O Paris Sant Germain utilizou dois gatilhos de marketing muito importantes:

Associação e Autoridade

O gatilho da associação ao nome Neymar ligado ao Paris Saint Germain rende mais prestígio ao time, e consequentemente se torna mais valioso aos olhares dos patrocinadores e investidores. Os torcedores tem um motivo a mais pra estarem motivados e irem ver os jogos. As vendas de camisas e qualquer outro souvenir aumentam.

O gatilho da autoridade de Neymar, como o principal jogador da Seleção Brasileira de Futebol, mais o grande prestígio no Barcelona, e sua popularidade nas redes sociais e versatilidade fora dos campos, geram uma imagem que o time quer vender para seus torcedores.

Mas a legitimidade em um investimento deve ser vista como um coletivo e não um individual. Afinal de contas, Neymar é o “astro”, mas sozinho ele não resolve o jogo. O trabalho em equipe prevalece no futebol.

Existem riscos com esse conflitos?

As prerrogativas cedidas a Neymar podem trazer riscos para o time sim, caso elas sejam colocadas como mais importantes do que o coletivo.

Nenhum funcionário gosta de se sentir inferior ao outro. Mesmo ele sabendo que a função do outro é de uma responsabilidade maior e valer cada centavo que lhe é pago.

Cargos mais altos são em sua maioria os mais desejados e disputados, pelo simples fato de que nem todos o ocuparão. Creio que não é pelo pênalti a briga entre os dois lados, pois foi dito que o time pagaria o bônus de 1 milhão de Euros para Cavani, mesmo ele sendo o artilheiro independente da quantidade de gols.

Um milhão a mais ou a menos para eles não faz diferença, a briga é pelo poder, o que eles querem é serem ouvidos como os salvadores da pátria, quem decidiu a partida, quem fez mais gols na história.

Já ficou claro que Cavani se posicionou como líder e não está disposto a abrir mão dessa função. É mais fácil Cavani influenciar seus colegas do time, pois eles são mais parecidos com ele, do que Neymar, já que foi colocado no pedestal.

Cavani conviveu mais tempo, sofreu derrotas e conquistou títulos ao lado dos seus colegas. Em termos mais práticos, ele esteve com a equipe em momentos de glórias e de fracassos. É natural que os seus colegas de equipe o tenham como uma referência de líder a ser seguido.

Não é sobre o pênalti

Um alto executivo não é movido pela quantidade de dinheiro que ele é capaz de ganhar, mas pelo impacto que é capaz de causar com suas decisões dentro de uma empresa.

O dinheiro atribuído a cada jogo ou cobrança, pouco importa para eles, mas o impacto que é capaz de causar na torcida, sim.

De quem o torcedor irá se lembrar quando um time conquista aquele título tão importante? Do jogador que ganha 10 milhões por mês ou do jogador que “conquistou” o título da sua vida? Torcedor não vai ao campo para ver a carteira ou extrato de quem tem mais dinheiro na conta, eles querem é saber se vão dar a vida naquele gramado.

Quando um time ganha um jogo, o torcedor se inclui na vitória e diz: nós ganhamos. Quando esse mesmo time perde um jogo importante, ele atribui a responsabilidade nos jogadores e toda comissão técnica: eles estão mal preparados e desperdiçaram a chance de conquistarmos aquela vaga importante.

O que pode acontecer se não encontrar uma solução?

Bem, o que acontece com uma empresa quando um colaborador contamina ao invés de contagiar a equipe? Enquanto essa equipe estiver ganhando, tudo tende a ser empurrado para debaixo do tapete, mas quando o time não ganhar e as derrotas começarem a se tornar frequentes, os conflitos se tornarão mais importantes.

Gestão conflituosa se não for resolvida em sua real essência, ela pode destruir não somente a equipe, mas todo trabalho construído, dinheiro envolvido e prestígio um dia conquistado.

Veja a quantidade de jogadores de futebol que se “perderam” no decorrer da carreira por conta de decisões aparentemente erradas.

Quantos times de futebol já desceram para outras divisões do futebol por crise no elenco e quantos times permanecem rebaixados?

Quantas empresas já tiveram de fechar filiais ou até mesmo fechar as portas por conta de conflitos internos?

Não dá pra dizer qual a solução para esse problema sem sequer viver a realidade de todos os envolvidos. Sugerir possíveis saídas é o arriscado já que você não sabe de fato, o que está envolvido por trás.

Motivação Sem Técnica Não Adianta Pra Nada!

Motivação, Inspiração ou Técnica?

“Na subida do Everest existem centenas de corpos de pessoas altamente motivadas”

Motivação nem sempre é a única solução. Quando ouvi essa frase pela primeira vez, estava fazendo pesquisas sobre o Everest, um lugar que ainda um dia irei escalar. Não tenho a pretensão de chegar ao cume, mas sempre nutri o desejo de ao menos pisar em um dos acampamentos próximos a ele.

Em um primeiro momento essa frase parece desmotivadora, mas se analisarmos com um olhar um pouco mais exigente, percebemos sua contemporaneidade.

A Motivação é importante?

Certamente que sim!

Frequentemente recebemos convites para palestrar em faculdades, empresas, feiras e demais eventos. Em tempos de crise, isso chega a aumentar de forma significativa. Ficamos lisonjeados pelos convites na mesma proporção da preocupação que isso nos causa, já que os convites em sua maioria estão ligados a remediação de um problema e não na manutenção.

Motivar pessoas é uma tarefa relativamente simples, porém nem sempre é fácil, já que cada ser humano é diferente, o tornando complexo de ser compreendido e desafiador de ser conquistado quando falamos em agrupamentos maiores.

Criar um ambiente motivador talvez seja um dos maiores desafios que podemos encontrar, já que o ambiente recebe interferências constantemente de pessoas que pensam diferente. Por esse motivo é imprescindível não só motivar como também criar manutenção diária.

Gosto de comparar motivação com combustível de um automóvel. Sem combustível o automóvel não anda, sem andar, não servirá para nada além de pegar poeira. Mas se você tiver um carro com tanque cheio e um motorista que não sabe dirigi-lo, também não servirá para muita coisa, já que no primeiro obstáculo ele pode ficar.

Motivar é importante sim, mas somente ele não vai te ajudar muito a chegar aonde deseja.

O Tal  “Oba Oba”  não dura muito tempo

Dizer frases de efeito achando que isso é suficiente para motivar uma pessoa, é perder tempo. Você já deve ter visto aqueles livros de sabedoria ou caixinhas de esperança, que utilizam de versículos bíblicos para dar uma gota de otimismo para as pessoas que encontram-se em dificuldades momentâneas.

Um versículo bíblico só tem fundamento dentro de um contexto. Quando você o tira de um determinado contexto e leva para outro completamente oposto, você pode validar algo que não seja verdadeiro. Com frases de efeito isso não é diferente. Elas precisam estar dentro de um contexto original e não subjetivo.

Se você der uma rápida olhada nos títulos dos livros expostos em aeroportos, notará que o desenvolvimento pessoal se tornou um negócio altamente lucrativo. Lucrativo para o autor, para a editora e para a livraria, mas nem sempre para o leitor, já que a maioria fala mais do mesmo e não reflete uma experiência coerente com as palavras escritas.

Uma vez um grupo de executivos me revelou que teve um certo receio em me contratar para fazer treinamento, devido a última experiência com um outro profissional não ter sido uma das melhores.

Um dos executivos contou-me que um profissional que havia prestado serviços antes, apresentou um curriculum digno de ser admirado, mas no dia do treinamento os conteúdos eram vagos e não refletiam uma necessidade real da empresa.

Era tudo muito focado na motivação e inspiração, mas não havia um background consistente capaz de transmitir segurança para lidar com a realidade.

Grito de guerra, pitch, enfim, não importa. A inspiração que irá motivar seu pessoal à ação é importante, mas ela não irá durar se você não tiver base técnica do que precisa ser feito.

O que é preciso além da motivação?

Assim como não basta chegar no posto de combustível e pedir para encher o tanque, o automóvel precisa de combustível específico para locomover. Com pessoas, é preciso saber qual o “combustível” ideal para cada uma.

Por mais que faça o coletivo caminhar em direção aos objetivos propostos, a motivação é individual.

Cada ser humano recebe a informação de uma maneira particular e processa de acordo com suas experiências. Querer inserir o medo em uma pessoa que funciona através da esperança, não vai fazer com que ela produza mais, tudo que vai conseguir é gerar uma confusão enorme nessa pessoa, que consequentemente irá contaminar outras pessoas ao invés de contagiá-las.

Compreender como funciona as pessoas que compõem o seu ambiente é o primeiro passo para conseguir gerar comprometimento.

Qual é o seu porque? Por que acordo todos os dias e vou para o trabalho? Pode até ser pelo dinheiro, mas somente ele não trará sustentabilidade no comprometimento por muito tempo.

Saber o que deve ser feito e o porque se faz, deve ser sempre lembrado. Muitas empresas recorrem às palestras motivacionais por esquecer desse fato, que deve ser o principal norteador de um colaborador.

Um grande produto não é feito apenas por grandes cargos. Desde aquele que descarrega um caminhão, ao que cria o produto, participa do resultado final, os méritos são sempre de todos os envolvidos. Não se deve confundir um cargo de menor expressão como menos importante.

A técnica é importante?

Lembra do inesquecível e doloroso 7 X 1? Nem precisou citar do que se trata, para você já lembrar do resultado final.

Teve também os 3 X 0 da França em cima do Brasil, na Copa de 98, onde Ronaldo não estava bem e com isso não rendeu o que era de se esperar. Teve também o 1 X 0 da França, na Copa de 2006, onde o quarteto mágico foi chamado depois de quarteto trágico.

Poderia citar aqui outras derrotas da Seleção Brasileira, onde tínhamos certeza plena que poderia ser diferente se houvesse mais comprometimento e técnicas, ao invés apenas de motivação e inspiração.

Não é uma crítica ao futebol, até porque não tenho conhecimento e nem propriedade para falar disso. Apesar de ter treinado atletas do meio, a motivação é algo extremamente necessária para que o atleta continue a produzir aquilo que se espera dele.

Olhar para o dinheiro achando que esse é seu maior motivador, é um equívoco. Basta olhar para o imperador Adriano e ver que não é bem assim.

A Seleção Brasileira de Futebol detém o maior portfólio dentre todas as outras seleções, além de ser a única a participar de todas as edições da Copa do Mundo, é a que tem o maior número de conquistas e ainda assim cometem erros.

Ser uma “seleção 5 estrelas” não exime o grupo dos erros, por mais motivados e técnicos que eles sejam. Assim como a frase do início que nos fala sobre os corpos motivados na subida do Everest, estarem por lá congelados.

Ambos tem de caminhar juntos. Motivação para Ação, com conhecimento de causa, para que o efeito seja o esperado.

Contratar um coach ou qualquer profissional do desenvolvimento pessoal para falar frases de efeito e remediar um problema, é geralmente proveniente de displicência do responsável, só mostra que não tem respeito pelas pessoas, nem pelo trabalho delas e muito menos pelo dinheiro da empresa.

A Neurociência do Gênero na Liderança

Como a Linguagem Corporal de ambos os sexos influencia na liderança

Por quais motivos existem mais homens em cargos de liderança no mundo do que mulheres? Por serem mais competentes, óbvio!

Engana-se quem acha que isso seja verdade. A frase acima reflete uma falta de informação gigantesca sobre comportamento humano. E acredite você ou não, uma vez em uma palestra um cidadão gritou bem alto do fundo da sala quando eu fiz essa pergunta, dando a mesma resposta.

É fato que os homens ocupam a maior fatia do bolo se tratando de cargos de liderança, como Presidentes, CEOS, Diretores, Políticos. Enquanto as mulheres ocupam apenas 2% dessa fatia segundo a Fortune.

A resposta para essa questão está na evolução humana, mais precisamente no próprio cérebro.

Da Comparação à Compreensão

Por mais que o artigo possa soar como algo machista, a ideia dele é contribuir para seu aprendizado. Não busco responder todas as perguntas da humanidade através do que escrevo, apenas quero compartilhar o que os estudos que tenho feito vem revelando a cada nova pesquisa.

A evolução humana reflete em cada hábito que temos, tudo tem um motivo, cada motivo foi implantado no cérebro de alguém por uma determinada necessidade e desde então ele evoluiu.

Hoje usamos a internet para diversas atividades, dentre elas, ler notícias. Na década de 30 nossos ancestrais liam jornais, depois ouviam rádios, posteriormente assistiam televisão.

O homem precisava cuidar da família, então era ele quem saía da caverna para caçar, levar alimentos para dentro de casa, cuidar para que predadores não atacassem sua família, enquanto que as mulheres ficavam em casa cuidando dos afazeres domésticos, como: cuidar das crianças, preparar alimentos.

Hoje, o que fazemos é apenas reflexo de alguns milhares de anos. Nossos ancestrais moravam dentro de cavernas, hoje estamos em apartamentos, casas, sítios e fazendas. Os homens caçavam para sustentar a ele próprio e a família. Hoje ele sai de casa para trabalhar e proporcionar condições melhores à todos.

Repare que por mais sofisticado que sejam os afazeres domésticos, seguimos o mesmo padrão de milhares de anos.

A Herança herdada dos ancestrais

Se nossos comportamentos são herdados dos ancestrais, então quer dizer que a maneira como nosso cérebro toma decisões também segue um mesmo padrão, correto? Sim!

Por exemplo, o homem tende a ter mais capacidade de concentração em uma única tarefa por vez, e por isso acaba executando mais rápido e na maioria das vezes, de uma forma melhor. Já as mulheres tem a facilidade de assimilar mais informações, isso lhes dá mais vantagens quando se trata de tarefas díspares, aquelas que não tem nenhuma ligação entre si, pelo menos para os homens, como: dirigir e se maquiar dentro do carro e falar ao celular ao mesmo tempo.

Nós homens fomos programados para caçar, somos predadores e por instinto e necessidade de sobrevivência temos a visão mais estreita, focada em um único objetivo. Já as mulheres desenvolveram a visão periférica (que me dá muita inveja) dando a elas a possibilidade de prestar atenção em mais coisas  de maneira simultânea.

Por exemplo: enquanto o homem ao adentrar por um local desconhecido ele procura por sinais que te orientem em situação de risco como: qual a saída mais próxima, pra onde devo correr caso seja necessário. A mulher, busca por analisar cada pessoa que encontra-se naquele ambiente, a fim de ver qual pessoa pode dar mais segurança e permanecer em sua companhia caso necessário.

Ambos os cérebros sentem medo, desejo, prazer, raiva, no entanto a maneira como cada um responde a esses sentimentos é diferente.

Características

Enquanto as mulheres apresentam cerca de dez vezes mais massa branca que os homens, que são responsáveis por fazer a ligação nos centros cerebrais e redes neurais, os homens apresentam algo em torno de sete vezes mais massa cinzenta que são responsáveis pelo funcionamento cognitivo do cérebro.

De acordo com o professor de Psiquiatria Clínica da Universidade da Califórnia, o processamento das emoções nos cérebros masculinos e femininos são bem diferentes.

Em uma mesma situação, ambos os cérebros, feminino e masculino, ativam os mesmos neurônios, entretanto eles agem de maneiras distintas.

Em um teste realizado ele constatou que ao acionar os neurônios espelhos, o cérebro feminino ativou a empatia emocional pela situação, enquanto que o masculino buscou por analisar a situação e buscar por soluções.

Isso responde a outra situação onde as mulheres tendem a chorar mais que os homens.

De certa forma, o cantor Pablo tinha razão quando dizia que homem não chora, mas os motivos pelos quais isso acontece são mais profundos do que a perda de um amor.

O desenvolvimento cromossômico da prolactina no corpo e cérebro feminino, resulta em glândulas lacrimais de maior dimensão.

Diferenças e estilos dos sexos na Liderança

Enquanto as mulheres adotam uma liderança mais participativa e tendem a fomentar ambientes colaborativos, os homens são mais controladores e autoritários.

O sexo masculino é facilmente percebido como o personagem forte, imponente e algoz, a figura masculina é facilmente estampada em outdoors ou matérias quando o assunto é sucesso profissional.

Líderes do sexo masculino são visto como mais competitivos e por esse motivo valorizam mais a hierarquia. Em contrapartida, líderes do sexo feminino necessitam de humanizar as pessoas com quem se relacionam, necessitam do olho no olho e são interpretadas como frágeis e dóceis.

Não estou dizendo que o artigo se adeque a uma total realidade em todos os quatro cantos do planeta e em todas as empresas, mas certamente é o que presencio em trabalhos que realizo.

De que maneira são vistos?

O homem como competente, já a mulher como frágil. Essa é a interpretação que vem à mente de muitos quando se fala de mundo dos negócios.

Parece ser difícil ainda hoje imaginar uma mulher ocupando cargo de liderança, talvez por não termos tantas mulheres assim ocupando esses cargos, achamos que elas não se adequam a função, o que é um mero engano.

As mulheres foram beneficiadas em diversos pontos. Primeiro porque elas tem uma percepção muito maior sobre pessoas, o que contribui para que elas desenvolvam mais habilidade ao ler pessoas. O problema é que as interpretações feitas as vezes são genéricas. Pelo fato das mulheres desenvolverem muita empatia com o próximo, acabam transferindo seus sentimentos. Dessa maneira, acabam sendo vistas como compreensivas e fáceis de serem manipuladas.

Outro grande ponto que as mulheres fazem 1 x 0 nos homens é na capacidade de ouvir o outro na essência. Elas dedicam sua atenção de maneira plena, ouvem caladas e prestam atenção a cada vírgula, verbo, advérbio e substantivos que são mencionados. Só que daí, tem outro problema…

Elas ouvem bem, mas não perdem tempo em utilizar essa escuta para criar julgamentos e fazer conjecturas sobre o que lhes fora dito. E acabam querendo se passar por psicólogas dando conselhos e sendo percebidas como chatas.

Com os homens não é diferente, o excesso de franqueza e objetividade é tratado como seres arrogantes e egoístas. Isso me faz lembrar de um ex-parceiro comercial que não tinha atitudes positivas, e quando fui falar sobre os resultados que ele estava deixando de conquistar, me chamou de arrogante. Ele só esqueceu de que antes de falar eu tentei contornar de todas as maneiras para que não viéssemos ter nenhum mal entendido e que ele havia boicotado nosso trabalho há cerca de três meses, por ciúmes.

O fato do homem ser demasiadamente lógico, faz com que ele seja visto como insensível ao próximo.

O problema aqui é sobre não saber na maioria das vezes lidar com sentimentos alheios e existem algumas hipóteses para tal, desde as que são respondidas na evolução humana, como as contemporâneas, onde “homem sensível é coisa de viado.”

Acredite ou não, sensibilidade no mundo dos negócios é ainda percebido como fragilidade por alguns mau informados.

Como isso impacta na liderança?

A maneira como encaram as situações. Por mais idênticas que elas sejam, não são as mesmas.Enquanto os homens se preocupam em resolver as coisas e focar em soluções de uma maneira que soa como frio, as mulheres buscam o equilíbrio emocional. Talvez isso responda o porque das mulheres ocuparem mais cargos nos Recursos Humanos do que os homens. Ou elas frequentarem mais as nossas salas de treinamentos.

As mulheres são vistas como frágeis e delicadas na hora de liderar, e quando buscam mostrar autoridade são interpretadas como sinal de arrogância.

Tem alguma maneira de mudar esse quadro de interpretação?

Se tratando da liderança feminina claro que tem, mas a mudança não irá acontecer da noite para o dia. Assim como a evolução humana acontece todos os dias, há passos que as vezes achamos lentos demais para nossas necessidades, esse quadro tende sim a mudar. Aliás, ele está mudando, porém o resultado será com o decorrer dos tempos.Cerca de 90% dos nossos alunos de cursos em grupo são mulheres, a maior interação relacionada aos nossos artigos são mulheres, quem mais procura contratar cursos in company de nossa empresa, são as mulheres. E você ainda tem dúvidas que elas vão dominar o mundo? Espera só pra você ver, é apenas uma questão de tempo e aperfeiçoamento.

As mulheres tem conseguido humanizar mais os ambientes de trabalho. Enquanto os homens passam por cima de certos detalhes que são importantes para o funcionamento de uma organização, as mulheres olham para esses detalhes e buscam entender sua importância.

Ainda e talvez por alguns bons anos o homem estará mais no comando do que as mulheres, afinal de contas foram necessários milhares de anos para chegarmos onde chegamos, não é querer mudar da noite para o dia que elas conseguirão os resultados que tanto desejam.

Como pode ser melhorado e colocado em prática?

Cuide da tonalidade vocal

As mulheres demonstram entusiasmo e empatia mais facilmente que os homens, portanto ao falar mantenha a voz em uma única frequência. As mulheres tem uma característica vocal diferente da dos homens. Enquanto os homens começam falando mais alto, as mulheres tendem a aumentar a voz no final de cada frase dita.

Homens que falam com voz sussurrante tendem a ser notados como maduros, já as mulheres são interpretadas como frágeis. Busque testar o que melhor se adequa ao seu perfil e às pessoas com quem você trabalha. A melhor maneira é fazer testes.

Enfatize quando tiver de valorizar alguma informação, demonstre energia quando necessário, mas jamais demonstre chateação quando encontrar problemas. Mostre que está confiante, mas que não está satisfeito.

Seja seletivo ao sorrir

Por serem mais simpáticas que os homens, as mulheres tendem a sorrir mais com intuito de serem educadas com os demais. Esses sorrisos em excesso são interpretados pelo sexo masculino como fragilidade, já que precisa de ganhar alguém através do sorriso, ou seja, compromete sua credibilidade.

Em um estudo realizado na UC Berkeley, os professores contrataram dois grupos de atrizes para passar por representantes de vendas de uma certa empresa. Uma metade foi orientada a ser pontual nas colocações e firme nas decisões, e a outra a flertarem com quem elas iriam negociar de forma sutil e sugestiva, fazendo movimentos no cabelo e aí por diante.

Desses dois grupos, o que foi orientado a flertar com os negociadores venderam com descontos de 20%, já que a “simpatia” em exagero demonstrou interesse.

Fique atento ao espaço

Homens costumam sentar de pernas abertas ou cruzam as pernas de maneira confortável, apoiam os cotovelos no braço da cadeira, quando não deixa passar do espaço. As mulheres já saem na desvantagem por não poderem sentar de pernas abertas e quando cruzam as pernas, buscam apoiar os joelhos um em cima do outro. Ao sentar em uma poltrona, encolhem os braços para dentro dos braços.

Mulheres, reivindiquem seus espaços, claro que preservando a elegância habitual de vocês. Procurem se posicionar de maneira mais à vontade diante das pessoas.
Ao fazer uma apresentação para o grupo, levante-se, fique de pé, aponte firme para o slide que estiver apresentando, demonstre desenvoltura ao gesticular. Isso irá dar mais credibilidade em sua imagem diante das pessoas.

Cuide do contato visual

Contato visual é imprescindível para o líder. Falar olhando nos olhos é sinal de segurança, convicção na mensagem que está passando. Olhe, mas não encare!

Mulheres tendem a olhar mais para os homens e desviar os olhos quando não concordar muito com alguma coisa que está sendo dita. Os homens evitam manter contato visual com as outras pessoas com quem fala.

Esteja atento à sua abordagem

Enquanto que para os homens abordagem de frente é sinal de confronto, para as mulheres é a ideal, elas se sentem percebidas pela outra pessoa.

Homens preferem abordagens laterais, seja ao sentar ou permanecer em pé. Mulheres gostam de sentir com a atenção dada a elas, talvez por isso elas preferem que fale de frente para seus corpos.

Finalmente para as mulheres

Soa como controverso depois de ter escrito todo esse artigo, mas colocar em prática é o ponto chave para ganhar mais posições. A liderança feminina pode e deve ser desenvolvida, porém é importante focar em gerar praticidade sem deixar de lado a capacidade de gerar empatia com o outro.

Se tratando de Linguagem Corporal, elementos importantes como: convicção, otimismo ao falar, demonstrar energia quando se deparar com algum desafio, são pontos que merecem mais atenção.
Mostrar firmeza é diferente de ser irredutível, portanto, pare para ouvir e faça com que sua mensagem seja repassada sem ferir a ideia do outro.

Ao falar sobre expectativas, demonstre energia e entusiasmo como se o que está sendo apresentado, mesmo que difícil ou quase impossível, possa ser notado como uma possibilidade real de acontecer, mas tenha cuidado para não ser confundida como sonhadora e artificial.

Enfim, são ajustes pequenos, mas necessários, que irão impactar futuramente no desenvolvimento e aperfeiçoamento das futuras líderes.

Principais Habilidades dos Grandes Líderes

Descubra quais são as cinco Principais Habilidades dos Grandes Líderes

Quando a pergunta é sobre liderança, qual a principal característica que você atribui a essa figura? Quais são as principais habilidades dos grandes líderes? Será que nascem com elas ou se desenvolvem?

Se formos enumerá-las creio que a quantidade de adjetivos aqui expressadas ainda seriam insuficientes, mediante a interpretação que cada um tem sobre o que é um líder.

Mas se falarmos sobre líder influente, aquele que deixou sua marca gravada em sua alma, como fosse um sniper que soubesse onde acertar o alvo e abater sem dar chances, isso seria 1 em cada 1.000.000.

De algum tempo pra cá o mercado de fabricação de líderes está em alta.

Existem centenas de cursos que prometem pegar uma pessoa e torná-lo um líder exemplar com algumas horas de prática e utilização de ferramentas poderosas.

Preciso te dizer que isso ajuda sim, contribui para potencializar a carreira de um líder, mas já te digo que não vai adiantar muita coisa.

Uma vez que os grandes líderes talvez nunca frequentaram uma sala de aula para te ensinar como serem líderes poderosos, influentes e carismáticos.

Nesse artigo, quero compartilhar com você algumas das principais características que um grande líder possui.

Ser Produto do seu Produto.

Acreditar no propósito, no porque precisa ser feito e qual transformação isso vai ocasionar na vida das pessoas.

Liderar é compartilhar ideias para que elas possam ser multiplicadas. De nada adianta tentar liderar se não houver paixão pela sua missão.

Muitos liderados não seguem o que a pessoa, que ocupa posição de líder, diz, porque não enxergam coerência entre eles e a função exercida.

Inteligência Emocional

Um dos maiores erros é querer que seu liderado faça exatamente como você gostaria que fosse feito.

Nem sempre as expectativas serão atendidas, é preciso compreender que assim como você, as outras pessoas possuem limitações, crenças e maneiras diferentes de aprendizado e execução.

Para delegar funções é preciso preparar a pessoa e compreender que ela pode não acertar sempre.

Um líder bom não necessariamente precisa ser bonzinho, mas isso não quer dizer que ele precise ser rude com as pessoas.

Ouvir na Essência

Existem pessoas que procuram por cursos de oratória, buscam aprimorar o vocabulário, mas na realidade deveriam procurar um curso que os ensinassem a ouvir o outro.

Ouvir na essência, sem julgamentos, sem questionamentos, sem apontamentos.

É tão comum todos quererem falar algo, mas é raríssimo ver pessoas dispostas a ouvir os outros.

Temos a chance de aprender muito mais quando o outro fala do que quando falamos, pois uma coisa é você falar algo que já tem sua opinião a respeito, outra é a perspectiva que a outra pessoa tem e pode fazer total sentido para você.

Autorresponsabilidade

Isso não quer dizer que seus liderados estejam isentos de qualquer erro que cometerem, apenas chancela que você é o responsável por ele e que quando algo sair fora do que era esperado, a responsabilidade de ter supervisionado todos afazeres, é do líder.

É importante que cada liderado seja parte fundamental na engrenagem e que ele dê sempre o seu melhor.

Certa vez dei um treinamento dentro de uma multinacional da área de segurança e um dos alunos disse que a vida dele era muito maior do que a de apertar parafusos ali dentro, e que a empresa não reconhecia seu valor.

Eu disse pra ele que se soubesse o quão importante era apertar os parafusos da maneira correta, talvez os acidentes de automóveis diminuiriam, já que o que ele fazia tinha certa relação com freios de automóveis.

A pessoa que limpa o chão da empresa tem sua responsabilidade, assim como o líder tem a sua ao ser responsável por cada um da equipe.

Comunicação

Eis o pondo chave de um líder influente, a capacidade de comunicar de forma plena com as pessoas é habilidade que deve ser desenvolvida com prioridade altíssima.

A comunicação deve ser aprimorada e evoluir, não se engane pensando que ela não tem tanta importância, a menos que você ainda faça o uso do telégrafo, telegrama e dos Correios para fazer envio de algo que precisa ser transmitido com urgência.

Perceba que os maiores erros dentro de uma empresa ocorrem pela ausência ou equívocos relacionados à comunicação entre as pessoas que ali estão.

Não é o seu jeito de falar que importa, é como o outro entende que deve ser levado em consideração.

Você já deve ter presenciado situações onde uma pequena alteração na voz gerou um desconforto enorme entre várias pessoas, e possivelmente comprometeu até o desempenho dos demais.

Comunicação não é luxo, não é apenas para palestrantes ou profissionais da área de comunicação.

Comunicar de forma plena é pra pessoas como você, que lida com outros, que são pais ou mães, que é patrão ou empregado.

Ninguém vive em uma bolha, saber comunicar é envolver o outro dentro daquilo que você acredita e precisa ser feito.

Até pouco tempo poucas pessoas tinham acesso a esse tipo de conteúdo sobre Comunicação Influente. Hoje Isso Mudou.

Todos podem ter acesso à informações de como melhorar sua Comunicação, seja pela internet, palestras, cursos ou coaching.

Mas Poucas Pessoas Estão Se Atentando À Essa Oportunidade

Você também vai ser mais um? Deixando a Oportunidade de Melhorar sua Comunicação Para Um Nível De Grandes Líderes De Sucesso?

 “O encontro do preparo com a oportunidade gera o rebento que chamamos de sorte”

Tony Robbins

 

Se você entender de pessoas, entenderá de qualquer negócio!
COACH
CLIQUE AQUI E BAIXE SEU EBOOK
Get 40% OFF
Join our newsletter and get 40% off your next purchase
Subscribe Now
Clique aqui e baixe agora seu Ebook
Aprenda Como Criar Rapport
Clique para baixar
Get a Shocking Discount!
Get 85% OFF on all our selected products
Check it out